Wawera

Noticias a todo momento

NGA, fez de todos nós testemunhas de um dos últimos heróis vivos da nossa geração. (Venda do novo album “Filho das Ruas 2” no dia 8 de Setembro)

Excluindo a complexidade musical, lírica e artística do duo Sam de the kid e Valete. NGA é sem a mínima sombra de duvidas o maior rapper da actualidade, o único dos rappers mainstream que conseguiu solidificar-se a longo prazo, sem… Click To Tweet

Excluindo a complexidade musical, lírica e artística do duo Sam de the kid e Valete. NGA é sem a mínima sombra de duvidas o maior rapper da actualidade, o único dos rappers mainstream que conseguiu solidificar-se a longo prazo, sem alterar a sua identidade e melhor de tudo a sua música, e ao que parece a sua temporada no trono do rap está longe de terminar.

 

É dos poucos nomes que se mantém relevante sem escândalos e artimanhas para se fazer ouvir, nos dias de hoje, não precisa de chamar atenção a si, pois é a atenção em pessoa quando o assunto é rap lusófono.

Muito embora no inicio da sua carreira tenha passado despercebido para muitos, o álbum “Filho das Ruas” tornar-se-ia o cartão de visitas para o mercado angolano, arrebataria as massas ao êxtase, devolveria integridade a musica urbana, furando a bolha cor de rosa do rap da altura que dominava os concertos e rádios locais, recebe-o (rap) dos filhos da elite e o devolve as ruas, com uma sonoridade agressiva e uma mensagem de sofrimento, falou para a sensibilidade emocional de uma juventude sôfrega e magoada, sem muitas esperanças por diferentes motivos, os jovens identificaram-se, e a temporada começou, e com isto veio a possibilidade de NGA, ter feito um dos maiores álbuns de rap em português de todos os tempos.

Odiado por muitos e amado por outros o rei da ls (Linha de Sintra), como o chamam é um marco na história de um movimento de rap local, debilitado e envolvido num ciclo vicioso de 4 grupos (Os Mess, Killa Hill, Army Squad e Kalibrados) desaparecem os dois primeiros e os dois últimos alternavam o poder, até que a força disruptiva de Edson Silva destronou a elite do rap, com as suas histórias de amargura, angústia, magoa e superação, o transformaram num ícone para centenas de milhares de pessoas, que ouvem as suas musicas como aulas de auto motivação, um herói digno para aqueles que não se reviam no rap cor de rosa da altura, filho das ruas implementa o momento da cisão.

 

Somos testemunhas de um outro grande acontecimento. 

Pois no dia 8 de Setembro de 2018, na praça da independência será lançado o “Filho das Ruas 2”, que é introduzido ao mercado pela música Perfeito que se percebida correctamente define o tom do que os ouvintes poderão esperar deste album, o que deverá ser uma lufada de ar fresco para um momento de continua ostentação, fanfarronice, e desmandos das duas escolas (velha e nova) do gênero rap, que se degladiam por audiência e relevância, Perfeito é emblemático por que “é o album que eu devia ter escrito” diz nos NGA, o que significa o recuo as origens e ao estado primitivo da sua música, pois “dinheiro nunca foi problema, porque nunca tivemos muito“, o momento de demarcação da nova escola e dos seus pares ostentadores.

 

Dia 8 de Setembro de 2018

Poderás testemunhar mais um dos maiores momentos da música rap lusófona, no parque da independência em Luanda e no dia 9 de Setembro no Shopping Avenida das 8h as 13h.  

 

 

Compartilhar é se importar com outros
%d bloggers like this: