Wawera

Noticias a todo momento

Presidente do Fundo Soberano, Considera ilegal o “PIIM” de João Lourenço.

O esvaziamento do papel do Fundo Soberano de Angola tem sido motivo de desinteligência ao nível do aparelho de Estado.

O presidente do Fundo Soberano de Angola, Carlos Alberto Lopes, se opôs à utilização dos dois mil milhões de dólares para o PIIM, por considerar essa decisão ilegal.

Na reunião realizada no Ministério das Finanças, segundo fontes oficiosas, Carlos Lopes terá manifestado que colocaria o seu cargo à disposição, por discordar do processo e prever consequências legais no futuro.

O presidente do Fundo Soberano de Angola, Carlos Alberto Lopes, se opôs à utilização dos dois mil milhões de dólares para o PIIM, por considerar essa decisão ilegal. Click To Tweet

Carlos Lopes desmente: “Nada disso aconteceu.”

Fonte do Ministério das Finanças não confirma nem desmente o sucedido. Refere apenas que “pode ter sido só um desabafo no calor do momento”.

Logo fundo soberanoFoto Raul Danda

Recentemente durante a entrevista concedida a TPA e Novo Jornal, João Lourenço, desvalorizou as críticas da oposição e sociedade Civil, que vêem o PIIM para fins “meramente eleitoralistas”, e considerou que o Fundo Soberano pode ter menos de cinco mil milhões de dólares.

Recorde-se que o PIIM é um programa de iniciativa do Presidente da República que resulta do trabalho integrado feito por uma equipa multissectorial. 

Para o PIIM, estão identificadas acções específicas para serem desenvolvidas até 2020 e que tenham impacto nas condições de vida das populações e as necessidades urgentes a nível das infra-estruturas municipais (recursos técnicos, tecnológicos e humanos).

 

Fonte: Ck/Makangola/Redação.

Continuar a ler

Diga nos o que pensa !

www-wawera-com
error: Content is protected !!
%d bloggers like this: